aumentam os casos de delinquência juvenil

O Jornal de Notícias acaba de lançar online um conjunto de notícias (presumo que sejam componentes de uma reportagem a sair na edição em papel de hoje), que evidenciam o aumento da criminalidade juvenil e a necessidade de reforçar o combate à mesma através da promoção de acções de prevenção e reinserção dos jovens delinquentes.

Apenas uma nota suplementar (e não rectificativa…): Não concordo com a ideia da existência de uma prevenção primária, pelo simples facto de que é o único tipo de prevenção que existe. Demorará muito a compreender-se isso?

2 Comments

  1. Aumentou a criminalidade juvenil? Não admira e se nada se fizer ainda vai ser pior.A violência existe e começa em tenra idade1.º) Em casa, com os pais ou tutores. A ideia de que as crianças podem e devem ser todas educadas sem quaisquer castigos físicos levou a que os próprios pais se sintam hoje inibidos senão impedidos até de dar uns tabefes aos seus filhos quando aqueles se portam mal, levando a que as crianças se habituem a conseguir tudo o que desejam. Casos há em que se inverteram já as posições: são as crianças que castigam físicamente os pais quando aqueles não lhes satisfazem os caprichos. 2.º) As escolas eram um local que servia antigamente para ajudar na educação das crianças, daí a serem tuteladas pelo que ainda se chama de Ministério da Educação. Mas as escolas também não têm hoje autoridade para castigar as crianças quando aquelas se comportam mal. Como não se pode tocar nas crianças “nem com um dedo”, e na falta de outros castigos eficazes, principalmente nas idades mais jovens, quando se começa a moldar o seu comportamento dentro da sala de aula e fora dela, resta a impunidade que serve de incentivo para que cresçam os comportamentos anormais e a violência nas escolas e fora delas.Que castigos aplicar então?- Reclamar uma multa? os jovens não têm dinheiro e os pais também não isso não é viável.- Obrigá-los a ficarem de castigo numa sala de estudo? Quando se aperceberem que nada lhes acontece se recusarem é isso mesmo que vão fazer.- Expulsar da aula ou da escola ? de nada serve, apenas dá mais liberdade para irem dar azo à sua liberdade doentia noutro lugar.Os castigos físicos são condenáveis, mas por vezes ainda são os únicos que têm algum efeito e as autoridades policiais sabem-no bem. Senão para que servem aqueles bastões compridos que os polícias usam nalgumas situações? e as outras armas que trazem?As crianças não são assim tão diferentes dos adultos e até há um abuso de linguagem ao se apelidar de “crianças” todos os jovens dos zero aos dezasseis anos (logo dezoito), como que se a inteligência e a capacidade de distinguir o bem do mal chegasse na noite em que completam aquela idade. O Desenvolvimento humano nem é todo igual: há jovens com dez anos mais desenvolvidos, experientes e astutos do que outros com catorze, quinze e mais… Há até pessoas já adultas que nunca atingiram um nível de desenvolvimento aceitável (são obviamente deficientes mentais).A maioria das crianças e jovens não são delinquentes e pode ser corrigida de qualquer desvio através de uma simples conversa, mas basta um “rebelde” para boicotar uma aula e para arrastar consigo outros mais pacatos que não levantariam qualquer problema. Algo deve mudar no ensino e na forma de castigar os desvios dos jovens, senão estamos, sem o saber, a criar pequenos “monstros” associáveis, que nunca se habituaram a cumprir regras sociais e que serão uns inúteis que viverão sempre à custa do trabalho alheio, porque assim é mais fácil. Um dia, as ideias actuais que agora dominam de não aplicar quaisquer castigos físicos em quaisquer circunstâncias terão que mudar. O que é hoje um conceito aceite e indiscutível pelos próprios pedagogos será um dia posto em causa. Foi assim anteriormente!Os castigos físicos são, porém, condenados pelas nações ocidentais e pela EU a que Portugal pertence, por isso, teremos que esperar que sejam as principais nações (EUA, UK, França..) a aperceberem-se da inevitabilidade de retorno a alguns castigos físicos nas escolas e a darem esse passo e creio que estão a chegar já ao ponto de viragem ao reduzir a idade de imputabilidade.

  2. bom dia,somos um grupo do 12ª de area de projecto, estamos produzir um blog sobre delinquencia juvenil, qual o endereço electrónico é http://delinquencia.blogspot.com/ , agradecia que passa-se por la e comentasse o que acha..quanto ao seu blog,esta bem estruturado.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.