[006.18] porque hoje é um daqueles dias…

Quero morrer na curva dum estádio e das tochas fazer flores para adornar o mau caixão.

Quero morrer a cantar com o colectivo e fazer de cada cântico um hino contra a solidão.

Quero morrer a desfraldar uma bandeira solta, dançando ao vento com as cores do meu coração.

Quero morrer na “transferta” ao infinito, no comboio do medo no autocarro da emoção.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.